PERSONAGENS DA HISTÓRIA

   

Entre os séculos 14 e 16, cientistas e filósofos europeus começaram a entender o Universo de uma forma que entrava em conflito com os ensinos da Igreja Católica. Um homem que reconsiderou sua visão do Universo foi:

 Galileu Galilei


Nasceu em 1564 em PISA, ITÁLIA, cidade famosa por sua torre inclinada. Ele era professor da Universidade de Pádua e mais tarde morou e trabalhou em FLORENÇA.
Embora não tenha inventado o telescópio, melhorou muito sua capacidade, tornando-o mais útil.
Antes da época de Galileu, muitas pessoas acreditavam  que o Sol, os planetas e as estrelas giravam em torno da Terra. Essa crença fazia parte do dogma oficial da Igreja Católica.
Mas, com seu telescópio, Galileu observou evidências que contradiziam ensinos científicos amplamente aceitos. Por exemplo, ao notar que as manchas solares pareciam se mover da superfície do Sol, concluiu que o mesmo girava em torno de um eixo. Observações como essa  aumentaram o conhecimento da humanidade sobre o Universo, mas também fizeram  com que Galileu entrasse em conflito direto com a Igreja Católica.

CIÊNCIA VERSOS RELIGIÃO

Décadas antes, o astrônomo polonês Nicolau Copérnico desenvolveu a teoria de que a Terra se movia  ao redor do Sol. Galileu estudou os trabalhos de Copérnico sobre o movimento dos corpos celestes e reuniu evidências que estavam de acordo com essa teoria. Inicialmente, Galileu hesitou em publicar algumas de suas observações, pois temia que fossem recebidas com zombaria e desprezo. Mas, depois de um tempo, ele não conseguiu mais conter seu entusiasmo com o que se via através do telescópio e expôs suas descobertas ao público. Alguns cientistas acharam seus argumentos ofensivos, e logo os cléricos começaram a desacreditar Galileu em seus púlpitos.
Em 1616, o cardeal Belarmino, considerado um dos principais teólogos da época, informou Galileu de que havia emitido um decreto católico condenando as ideias do Copérnico. Ele aconselhou fortemente Galileu a obedecer esse decreto e, por anos, Galileu  deixou de defender publicamente que a Terra girava  em torno do Sol.
Em 1623, um amigo de Galileu foi eleito papa, o Papa Urbano VIII. Então, em 1624, Galileu pediu a Urbano que revogasse  o decreto de 1616. Em vez  de fazer isso, Urbano pediu que Galileu explicasse as  teorias conflitantes de Copérnico e Aristóteles sem favorecer nenhum dos lados.
Galileu então escreveu o livro DIALOGO SOBRE OS MÁXIMOS SISTEMAS DO MUNDO. 
Embora o papa tivesse ordenado que Galileu fosse neutro, o livro deu a impressão de favorecer as conclusões de Copérnico.
Em pouco tempo, os inimigos de Galileu começaram a afirmar que o livro ridicularizava o papa. Acusado  de heresia e ameaçado de tortura, Galileu foi forçado a negar os ensinos de Copérnico. Em 1633, a Inquisição o sentenciou  à prisão domiciliar perpetua e proibiu  sua obras. Galileu morreu em sua casa em Arcetri, perto de Florença, no dia 8 de janeiro de 1642.
Por centenas de anos, algumas das obras de Galileu permaneceram na lista de livros proibidos pela  Igreja Católica. Mas, em 1979, a Igreja reconsiderou  a ação tomada pela inquisição 300 anos antes. Por fim, em 1992, o Papa João Paulo II reconheceu que a igreja Catolica tinha errado em condenar Galileu.
Alguns historiadores acreditam que a Inquisição talvez tenha torturado Galileu fisicamente.

VIDAS PASSADAS E PRESENTES

O MANUSCRITO DO PRIMO NORBERTO Ele nos deixou, vitima que foi de um desastre automobilístico, causando grande consternação em toda...

POSTAGENS MAIS VISITADAS